A Algar Tech implantou em janeiro de 2019 um novo modelo de gestão de clientes como parte de sua estratégia de inovação e transformação. Batizado de Customer Success, trata-se de um programa que engloba a aplicação de pesquisa de NPS em todos os touchpoints da jornada, realização de reuniões executivas de negócio, instalação de um comitê de clientes e planos de ação em até 48 horas para solucionar problemas de clientes neutros e detratores. Com isso, a empresa conquistou um crescimento histórico de 90% no NPS em um ano e meio.

A companhia estava estagnada há três anos consecutivos na chamada zona de aperfeiçoamento da metodologia Net Promoter Score – NPS. “Sabíamos que precisávamos evoluir o nosso modelo de gestão de clientes, colocando-os de fato no centro do negócio. O resultado disso seria uma migração natural para a zona de qualidade, onde estão os líderes em NPS, que crescem em média mais de duas vezes em relação à taxa de seus concorrentes. Além disso, sabemos que clientes realmente satisfeitos indicam outros, ficam mais tempo na companhia e tendem a comprar mais. Essas foram nossas motivações e tínhamos consciência de que só alcançaríamos as ambições traçadas se ouvíssemos o cliente e instalássemos processos claros e eficientes para atender suas demandas. Foi aí que criamos o Customer Success”, conta Marcelo Ferreira, Diretor de Marketing e Vendas Brasil e LATAM da Algar Tech.

Anteriormente, as pesquisas NPS eram feitas apenas com uma parcela de clientes-chave para a companhia e com a alta liderança dos clientes, não com quem estava de fato envolvido no dia a dia. Já com o programa Customer Success, toda a base de clientes começou a ser ouvida e não somente o C-level. A empresa passou a escutar a opinião de analistas, gerentes e colaboradores que acompanham a operação. Outro ponto é que elas eram realizadas anualmente. Já no novo modelo, o cliente é ouvido com maior frequência durante a sua jornada com a Algar Tech.

Para isso, a Algar Tech mapeou a jornada do cliente de ponta a ponta, desde o momento da intenção de compra, e iniciou o disparo de pesquisas em diferentes etapas. Essa jornada envolve, de maneira geral, quatro fases principais: aquisição (momento de impacto da marca ou uma visita comercial), vendas (apresentação de propostas, negociação e assinatura de contrato), implantação (entrega do projeto contratado e on going/dia a dia da operação) e retenção (ações de relacionamento). Cada pesquisa tem uma periodicidade diferente – no caso da pesquisa on going, por exemplo, o envio acontece a cada 90 dias.

“Desenhar essa jornada e realizar a pesquisa em todos os pontos de contato fez toda a diferença. Não adianta aplicar uma pesquisa uma vez ao ano e tratar todos os problemas de uma única vez. Precisamos lembrar que é um relacionamento contínuo e o cliente precisa ser ouvido de maneira sistematizada para que a empresa possa evoluir constantemente e encontrar soluções rápidas em casos de feedbacks negativos”, acrescenta o executivo

O programa, porém, vai além do monitoramento do NPS nos principais touchpoints da jornada. O Customer Success definiu o agendamento de reuniões gerenciais com o cliente (chamadas de Análises Executivas de Negócios) para aprofundar percepções, analisar resultados operacionais e identificar feedbacks acionáveis. Internamente, também foi instalado um Comitê de Clientes para tratar das causas de detração recorrentes e de maior impacto.

Por fim, também contribuiu para o sucesso do programa o fato de que a performance do indicador NPS é monitorada diariamente, com acesso online via aplicativo para toda a liderança e equipe comercial. Mas esse acompanhamento não é responsabilidade exclusiva dos executivos da companhia, já que desde 2019 o NPS passou fazer parte das metas de cada um dos cerca de 12 mil associados (colaboradores) da empresa, do atendente até a presidente, nas mais diversas áreas. Essa decisão foi crucial para fortalecer a cultura de client centricity em toda a organização.

Até hoje, foram quase 6 mil pesquisas disparadas e 135 planos de ação implantados. Somadas, essas iniciativas trouxeram resultados significativos ao longo desse um ano e meio do projeto, incluindo uma relevante evolução no indicador NPS – em 2018, era 32 (zona de aperfeiçoamento); em 2019, 47 (zona de qualidade); e, no primeiro semestre de 2020, 78 (atingindo a zona da excelência). Esse avanço, especialmente durante a pandemia, foi resultado natural do amadurecimento do programa e também das ações tomadas com os clientes no período – com foco na agilidade, transparência e proximidade.

“O Customer Success passou a fazer parte do repertório organizacional e das rotinas de gestão e, com isso, a empresa começou realmente a ‘respirar’ cliente. Com a identificação imediata dos motivos de detração e respostas ágeis para suas dores, houve um resgate do encantamento, aumentando a retenção e as indicações. Essa iniciativa é um exemplo na prática do nosso propósito de conectar pessoas e organizações de um jeito único”, conclui Marcelo.

Pode te interessar

Algar Tech lança solução de Cloud MSP

Algar Tech apresenta oportunidades de carreira em tecnologia

Algar Tech anuncia Home Office definitivo para staff e comercial