O desemprego no Brasil bateu recorde, chegou a 13,8% no trimestre encerrado em julho, maior marca da série histórica da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios). Na AlmavivA do Brasil, no entanto, as contratações não pararam. A empresa, que é uma das maiores do setor de contact center/customer experience do país, é exemplo de evolução contínua dos negócios, que resultou no aumento da oferta de empregos. Em 2020, de janeiro a outubro, a companhia contratou quase 10 mil novos profissionais e tem, atualmente, 1.373 vagas abertas em diferentes localidades do país.

Somente no Estado de São Paulo são 514 vagas, em quatro unidades operacionais. Em Sergipe, 330, Alagoas, 134, Piauí, 200 e Minas Gerais, 195. Todos os postos de trabalho são para atividades de atendimento a clientes, em regimes presencial e também em home office - a empresa está com 60% de seus colaboradores em regime de teletrabalho.

Para participar do processo seletivo, os candidatos devem ter mais de 18 anos, Ensino Médio completo e boa comunicação. Os benefícios incluem assistência médica e odontológica, vales refeição e transporte, seguro de vida, auxílio creche, convênio com instituições de ensino superior e academias.

Os interessados devem acessar a página Faça Parte no site oficial da empresa http://www.almavivadobrasil.com.br.

Tecnologia no recrutamento
Com o intuito de facilitar o processo de seleção, no estado de São Paulo, a AlmavivA implementou uma ferramenta que faz uso de inteligência de dados (Big Data) e gamificação para recrutar, o que reduz em até cinco vezes o tempo de preenchimento de uma vaga. Por meio dela, os participantes são apresentados a um quiz, em formato de jogo, que revela aos recrutadores seus conhecimentos, aspectos comportamentais e habilidades, além de traçar um perfil de cada um.

A partir disso, aqueles que tiverem as características necessárias para preencher a vaga são convidados a participar de entrevistas e dinâmicas. "A ideia é que esse processo mais tecnológico seja aplicado para a seleção de pessoas em todo o país", afirma Fernando Braga, Superintendente Executivo de Recursos Humanos.

Aumento da demanda
Considerado serviço essencial, o atendimento a clientes não parou mesmo durante a pandemia, e a AlmavivA, que conquistou 5 novos clientes nos últimos meses, registrou também um aumento de contatos diretamente relacionado à utilização de canais digitais. No segmento mobile, por exemplo, foram quase 1 milhão de chamadas adicionais de pessoas que antes buscavam atendimento em lojas físicas e deixaram de contar com essa opção, de maneira abrupta, precisando recorrer também aos canais digitais de atendimento.

Outra operação, que atende a uma grande empresa do segmento financeiro, antes da pandemia apresentava uma média de dúvidas por contato de 1,7, durante o isolamento, passou a 2,9. Isto é, quase dobrou. A grande maioria dessas novas dúvidas está relacionada a como acessar a fatura do cartão de crédito e parcelamento de pagamentos via app .